Google+

27 de fevereiro de 2012

O amor está no que lançamos

O amor está no que lançamos
(pontes, palavras).

O amor está em quanto erguemos
(risos, bandeiras).

E no que combatemos
(noite, vazio)
por verdadeiro amor.

O amor está em quanto levantamos
(torres, promessas).

Em quanto nós colhemos e semeamos
(filhos, futuro).

E nas ruínas de quanto derrubamos
(usurpação, mentira)
por verdadeiro amor.

| José Ángel Valente, "Antologia da Poesia Espanhola Contemporânea" |