Google+

23 de dezembro de 2011

jarros amarelos e as mãos cruzadas sobre uma fotografia que agora, mais do que nunca, será eterna.